sábado, 1 de dezembro de 2012

Resenha: O Começo do Adeus, Anne Tyler

Autora: Anne Tyler
Editora: Novo Conceito
Páginas: 208
Nota: 3/5

Sinopse: Anne Tyler nos leva a um romance sábio, assustador e profundamente tocante em que descreve um homem de meia-idade, desolado pela morte de sua esposa, que tem melhorado gradualmente pelas aparições frequentes da mulher — na casa deles, na estrada, no mercado. Com deficiência no braço e na perna direita, Aaron passou sua infância tentando se livrar de sua irmã, que queria mandar nele. Então, quando conhece Dorothy, uma jovem tímida e recatada, ele vê uma luz no fim do túnel. Eles se casam e têm uma vida relativamente modesta e feliz. Mas quando uma árvore cai em sua casa, Dorothy morre e Aaron começa a se sentir vazio. Apenas as aparições inesperadas de Dorothy o ajudam a sobreviver e encontrar certa paz. Aos poucos, durante seu trabalho na editora da família, ele descobre obras que presumem ser guias para iniciantes durante os caminhos da vida e que, talvez para esses iniciantes, há uma maneira de dizer adeus.

Uma história simples e, ao mesmo tempo, muito bonita e tocante.

O Começo do Adeus conta a história de Aaron de superação da morte de sua esposa. Aaron nos conta tudo desde quando conheceu Dorothy, passando por momentos de seu casamento e, enfim, o luto e como seguiu em frente com sua vida.

Aaron é um personagem diferente dos que lemos em livros normalmente. Nunca (nunca mesmo, que eu me lembre!) li uma história em que os personagens centrais não fossem magros ou com a beleza, digamos que, um pouco mais “comum”. Dorothy é gordinha e não se veste de modo a valorizar sua beleza e Aaron tem problemas no lado direito do corpo que o fazem andar arrastando a perna. É claro que isso não muda o livro como um todo, estamos falando apenas de aparência, porém isso não deixa de dar um toque especial ao livro.

Com narração em primeira pessoa e um protagonista um tanto quanto diferente, este livro prende o leitor às páginas apenas pela curiosidade de saber como ele irá superar tudo. Digo “apenas” porque não vi algo de mais e grandioso na história, a vida do personagem vai se levando com calma, sem grandes acontecimentos e algo que desperte muita emoção durante a leitura.

A capa e o título do livro me despertaram uma expectativa que não foi totalmente atendida. Primeiro que o título diz sim um pouco do que se trata, mas eu não senti que a autora conseguiu passar uma mensagem completa com a história. Já a capa retrata quase nada, o protagonista tem algo com livros, pois trabalha numa editora, mas por ser uma capa mais “feminina” passa uma coisa bem diferente a quem se atrai por ela, porque sim, a capa é realmente linda.

Esta é uma leitura sobre superação e que mostra que, com o passar dos dias, as coisas difíceis vão ficando mais fáceis de serem levadas.

“Ela era única entre as mulheres. Não havia ninguém como ela. Meu Deus, ela deixou um enorme vazio! Eu me senti como se tivesse sido apagado, como se tivesse sido rasgado em dois.” (Página 19)

5 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Hannah! Estou ansiosa para ler O Começo do Adeus! Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha e fiquei louca para ler esse livro...

    ResponderExcluir
  3. Gostei!A resenha despertou o meu interesse pelo livro!!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da objetividade!
    Talvez não seja um livro que eu leria espontaneamente, mais me interessei depois de ler sua resenha.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante pra gente. Não deixe de comentar!